As atuais narrativas da política fiscal gaúcha

Por RBCalazans
em 2021/10/11
161 Visualizações

Como o radicalismo de esquerda perdeu referência nas terras gaúchas, a retórica discursiva encontrou um novo herdeiro, substituindo o mestre gramsciano. Define-se aqui narrativa como o discurso articulado que  penetra nas instituições ideológicas da sociedade civil, de forma lenta e gradual, criando as condições para a imposição de uma visão, ainda que não seja plenamente verdadeira. Infelizmente, o uso do expediente é uma realidade no País.

O ajuste fiscal das contas estaduais foi aprofundado pela atual gestão estadual, seguindo diretrizes idênticas ao do anterior. Estão ocorrendo fatores conjunturais (inflação e venda de estatais), aliado à competência política, que ajudam a melhorar o desempenho das contas fiscais. No entanto, cabe analisar como é transmitido o discurso das medidas de ajustamento.

Para ler o artigo completo, aqui.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *